Artigos

O que fazer para tratar a alopecia?

O que fazer para tratar a alopecia?

Um dos fatores que mais afetam a nossa autoestima é a qualidade da nossa imagem. Se temos alguma característica – especialmente no rosto – que nos deixa inseguros e insatisfeitos, nossa autoestima pode cair rapidamente.

A alopecia é um desses fatores que afeta a qualidade da nossa imagem e pode trazer muitos problemas emocionais para muita gente. Você sabe o que é isso e como tratar a condição?

O que é a alopecia?

Alopecia é o nome dado para o quadro diagnóstico caracterizado por uma redução parcial ou total dos pelos do corpo e dos fios de cabelo. Em resumo, ela é a responsável pela queda indesejada dos fios de cabelo, podendo gerar espaços vazios e até mesmo a calvice em pacientes homens ou mulheres.

Quais são os tipos de manifestação dessa doença?

A alopecia se manifesta de várias maneiras diferentes e por vários motivos diferentes. Abaixo, citamos os principais tipos diagnosticados em consultórios médicos:

Areata

Esse é o tipo de alopecia desenvolvida por conta de uma doença autoimune instalada no organismo, que pode ser acelerada por fatores emocionais. A perda de fios acontece não apenas na cabeça, como também em outras partes do corpo e é bem rápida, podendo chegar a um quadro de alopecia universal (que é quando ocorre a perda total dos pelos).

Androgenético

É o tipo de alopecia masculina, que atinge indivíduos na puberdade e na vida adulta. É uma mistura de influências genéticas e hormonais.

Congênita

Esse tipo de alopecia é desenvolvida a partir de fatores hereditários, com perda parcial ou total de pelos em qualquer fase da vida, manifestada desde o nascimento.

Seborreica

Causada por consequência da presença de quadros de seborreia no couro cabeludo, levando à inflamação do tecido e consequente perda dos fios.

Medicamentosa

Alopecia como consequência do uso de medicamentos que afetam o desenvolvimento dos fios.

Alérgica

A alopecia pode ser uma consequência do organismo que está sendo atingido por compostos alergênicos, que afetam a produção dos fios.

Traumática

Pode se desenvolver após uma lesão no couro cabelo ou na pele, que atinge o tecido de maneira praticamente irreversível.

Nutricional

Desenvolvida a partir de uma carência nutricional que afeta o crescimento dos pelos em todo o corpo.

Secundária

Que pode ser desenvolvida como sintoma de alguma doença ou condição clínica instalada no paciente.

Como tratar essa condição?

O tratamento da alopecia deve ser feito em conjunto com um dermatologista, que é o profissional especializado na ciência que estuda o desenvolvimento e a saúde dos fios do cabelo e corpo.

Esse profissional pode adotar várias técnicas no tratamento da alopecia, de acordo com o diagnóstico correto da condição e, principalmente, de sua causa. Por isso, para tratar a alopecia pode ser necessário:

  • Passar por um processo de reeducação alimentar, para adequar a ingestão de macro e micronutrientes essenciais para a saúde;
  • Garantir o controle e o tratamento de quadros emocionais ou de estresse que podem estar levando o paciente à perda de fios;
  • Suspender o uso de medicamentos que podem estar levando a uma perda involuntária de fios;
  • Realização de atividades físicas para melhorar a produção de hormônios de bem-estar e, consequentemente, evitar a perda de fios por ansiedade;
  • Receitar medicamentos tópicos que podem tratar condições cutâneas ou estimular o desenvolvimento de fios no local prejudicado.

Nossos dermatologistas possuem os melhores tratamentos para indicar! Entre em contato e agende uma avaliação.