Artigos

Exercício aeróbico atrapalha na hipertrofia muscular?

A hipertrofia muscular é um dos grandes sonhos dos indivíduos que frequentam regularmente uma academia. Exatamente por isso, a disputa por um espaço nos aparelhos de exercícios anaeróbicos sempre parece maior do que aqueles disponíveis nas esteiras e bicicletas.

Adeptos da hipertrofia muscular, inclusive, temem realizar atividades aeróbicas por afirmarem que esse tipo de treino pode prejudicar o crescimento muscular – mas as coisas não funcionam da maneira como parecem.

O aeróbico faz bem para a hipertrofia

Todo tipo de exercício aeróbico funciona como um importante complemento para o treino anaeróbico – também chamado de treino de força. Sua musculatura não é perdida junto com o seu suor no treino aeróbico e, por isso, é preciso mudar essa visão da atividade física.

Os exercícios aeróbicos podem lhe ajudar a aumentar o condicionamento físico e, portanto, a responder mais positivamente ao estímulo que pode ser oferecido pelo treino anaeróbico. Eles também auxiliam no fortalecimento do tecido muscular e na sua resistência.

O que acontece na realização do exercício aeróbico é que, ao contrário do anaeróbico onde existe o sintoma de inchaço no tecido muscular por causa do fluxo de sangue, é que os treinos de corrida, bicicleta e outras atividades similares pode auxiliar a “desinchar” esses tecidos, trazendo a sensação de que a musculatura murchou.

Equilíbrio é a palavra de ordem para não prejudicar a hipertrofia muscular

É claro que existe uma relação entre o volume de atividades aeróbicas que você pratica e o volume da sua massa muscular, visto que quanto mais ativo você é, maior é o seu gasto energético, influenciando na queima de calorias e, portanto, em uma possível perda indesejada de musculatura.

É por isso que, para a hipertrofia muscular, é preciso achar um equilíbrio entre o volume de treinos de força e treinos aeróbicos que você realiza, para evitar que um sabote o outro ao longo de sua rotina de exercícios. A alimentação também deve estar alinhada com esses objetivos, para trazer os resultados desejados.

Avaliação individualizada para cada tipo de atleta

Não existe uma regra padrão para conseguir garantir os melhores resultados quando o assunto é equilibrar o volume de atividades aeróbicas e anaeróbicas na sua rotina, para não prejudicar a hipertrofia muscular. Por isso, é importante visitar um profissional de medicina esportiva, para que ele possa fazer uma prescrição individualizada de rotina de treinos, para lhe ajudar a alcançar os objetivos desejados.

Além do médico do esporte, o nutrólogo também é o melhor amigo desse individuo, visto que ele vai auxiliar a ajustar o volume de nutrientes e calorias necessárias para desenvolver uma massa muscular satisfatória.

Treine preferencialmente após o anaeróbico

Uma dica que podemos deixar para você sobre a união do exercício de força e os exercícios aeróbicos é que o treino de energia – corrida, bicicleta e similares – deve sempre ser realizado após o treino de força, preferencialmente, em um volume de tempo menor do que o gasto na musculação.

Geralmente indica-se entre 15 a 30 minutos de aeróbico para auxiliar o desenvolvimento muscular e condicionamento físico do indivíduo, sem prejuízo para seus resultados.

Ficou interessado em equilibrar seu treino aeróbico sem prejudicar sua hipertrofia muscular? Marque uma consulta com a gente!